Tag Archives: Sao Paulo

:: Será que é verdade?

18 nov

Não sei se fizeram isso de verdade, mas a idéia é boa, muito boa por sinal. Se fizeram, certeza que muita gente participou, certeza que deveriam fazer esse tipo de ação com mais freqüência.

O mundo anda muito egoísta, fechado, cada um na sua bolha, ainda mais no trânsito, onde se vê senhoras mães de família gritando palavrões que você nem sabia que existiam, é de tirar todo mundo do sério.

Vou dar a idéia por aqui! Certeza que a galera vai pirar…

Alguém de SP, por favor me diga se aconteceu isso mesmo!!!

Anúncios

:: Homenagem ao Tricolor – 74 anos

18 dez

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

18 de dezembro 2009

Dia 16 de dezembro o nosso querido tricolor paulista completou 74 anos de existência como Sao Paulo Futebol Clube.

Nada mais justo do que fazer uma homenagem aqui no blog, mas foi difícil decidir, afinal são muitos títulos, não iria caber numa pagina só. Então SÓ vou colocar aqui os melhores momentos dos três campeonatos mundias conquistados em 1992, 1993 e 2005.

Ó tricolooooooooor, clube bem amado…

São Paulo 2 x 1 Barcelona – 1992

São Paulo 3 x 2 Milan – 1993

São Paulo 1 x 0 Liverpool – 2005

:: Mercado da Cantareira

31 maio

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

31 de maio de 2009

* Essa aqui foi meu pai que enviou! O famoso mercadão de São Paulo tem nome e sobrenome! Além é claro do pastel de bacalhau e do sanduba de mortadela…

O Mercado Municipal de São Paulo, inaugurado em 1933, é um importante entreposto comercial de atacado e varejo, especializado na comercialização de frutas, verduras, cereais, carnes, temperos e outros produtos alimentícios. O Mercado localiza-se no centro antigo da Capital Paulista, sobre uma área ganha ao Rio Tamanduateí, na Várzea do Carmo.

MercadoMunicipal1

O edifício, em estilo eclético, foi construído entre 1928 e 1933 pelo escritório do renomado arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, sendo o desenho das fachadas de Felisberto Ranzini. No interior, magníficos vitrais de Conrado Sorgenicht Filho mostram vários aspectos da produção de alimentos.

MercadoMunicipal2

O entreposto foi totalmente reformado em 2004, na administração da prefeita Marta Suplicy. A fachada foi recuperada, os vitrais foram restaurados e foi construído um mezanino, de autoria do arquiteto Pedro Paulo de Mello Saraiva, com diversos quiosques de comes e bebes.

MercadoMunicipal3

Graças à reforma, o Mercado é hoje um ponto de encontro dos paulistanos. Atualmente está sendo cogitada a construção de um estacionamento subterrâneo para facilitar o acesso dos visitantes, mas ainda não há data prevista para o início das obras.

Fonte: Wikipedia

*** Veja aqui o site oficial do Mercadão ***

*

MercadoMunicipal4

MercadoMunicipal5

MercadoMunicipal6

MercadoMunicipal7

:: São Paulo

29 abr

Por WASHINGTON OLIVETTO

https://rodrigovf.wordpress.com

29 de abril de 2009

Alguns dos meus queridos amigos cariocas têm mania de achar São Paulo parecida com Nova York. Discordo deles. Só acha São Paulo parecida com Nova York quem não conhece bem a cidade. Ou melhor, quem a conhece superficialmente e imagina que São Paulo seja apenas uma imensa Rua Oscar Freire.

image020

Na verdade, o grande fascínio de São Paulo é parecer-se com muitas cidades ao mesmo tempo e, por isso mesmo, não se parecer com nenhuma.

São Paulo, entre muitas outras parecenças, se parece com Paris no Largo do Arouche, Salvador na Estação do Brás, Tóquio na Liberdade, Roma ao lado do Teatro Municipal, Munique em Santo Amaro,Lisboa no Pari, com o Soho londrino na Vila Madalena e com a pernambucana Olinda na Freguesia do Ó.

São Paulo é um somatório de qualidades e defeitos, alegrias e tristezas, festejos e tragédias. Tem hotéis de luxo,como o Fasano, o Emiliano e o L’Hotel, mas também tem gente dormindo embaixo das pontes. Tem o deslumbrante pôr-do-sol do Alto de Pinheiros e a exuberante vegetação da Cantareira, mas também tem o ar mais poluído do país.

Promove shows dos Rolling Stones e do U2, mas também promove acidentes como o da cratera do metrô e o do avião da TAM em Congonhas. São Paulo é sempre surpreendente. Um grupo de meia dúzia de paulistanos significa um italiano, um japonês,um baiano, um chinês, um curitibano e um alemão.

São Paulo é realmente curiosa. Por exemplo: têm diversos grandes times de futebol, sendo que um deles leva o nome da própri a cidade e recebeu o apelido ‘o mais querido’. Mas, na verdade, o maior e o mais querido é o Corinthians, que tem nome inglês, fica perto da Portuguesa e foi fundado por italianos, igualzinho ao seu inimigo de estimação, o Palmeiras.

image003

São Paulo nasceu dos santos padres jesuítas, em 1554, mas chegou a 2007 tendo como celebridade o permissivo Oscar Maroni, do afamado Bahamas. São Paulo já foi chamada de ‘o túmulo do samba’ por Vinícius de Moraes, coisa que Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini e Germano Mathias provaram não ser verdade, e, apesar da deselegância discreta de suas meninas, corretamente constatada por Caetano Veloso, produziu chiques, como Dener Pamplona de Abreu e Gloria Kalil.

Em São Paulo se faz pizzas melhores que as de Nápoles, sushis melhores que os de Tóquio, lagareiras melhores que as de Lisboa e pastéis de feira melhores que os de Paris, até porque em Paris não existem pastéis, muito menos os de feira. Em alguns momentos, São Paulo se acha o máximo, em outros um horror. Nenhum lugar do planeta é tão maniqueísta.

image005São Paulo teve o bom senso de imitar os botequins cariocas, e agora são os cariocas que andam imitando as suas imitações paulistanas. São Paulo teve o mau senso de ser a primeira cidade brasileira a importar a CowParade, uma colonizada e pavorosa manifestação de subarte urbana, e agora o Rio faz o mesmo.

São Paulo se poluiu visualmente com a CowParade, mas se despoluiu com o Projeto Cidade Limpa. Agora tem de começar urgentemente a despoluir o Tietê para valer, coisa que os ingleses já provaram ser perfeitamente possível com o Tâmisa. Mesmo despoluindo o Tietê, mantendo a cidade limpa, purificando o ar, organizando o mobiliário urbano, regulamentando os projetos arquitetônicos, diminuindo as invasões sonoras e melhorando o tráfego, São Paulo jamais será uma cidade belíssima. Porque a beleza de São Paulo não é fruto da mamãe natureza, é fruto do trabalho do homem.

image007Reside, principalmente, nas inúmeras oportunidades que a cidade oferece, no clima de excitação permanente, na mescla de raças e classes sociais. São Paulo é a cidade em que a democratização da beleza, fenômeno gerado pela miscigenação, melhor se manifesta. São Paulo é uma cidade em que o corpo e as mãos do homem trabalharam direitinho, coisa que se reconhece observando as meninas que circulam pelas ruas.

E se confirma analisando obras como o Pátio do Colégio (local de fundação da cidade), a Estação da Luz (onde hoje fica o Museu da Língua Portuguesa), o Mosteiro de São Bento, a Oca, no Parque do Ibirapuera, o Terraço Itália, a Avenida Paulista, o Sesc Pompéia, o palacete Vila Penteado, o Masp, o Memorial da América Latina, a Santa Casa de Misericórdia, a Pinacoteca e mais uma infinidade de lugares desta cidade que não pode parar, até porque tem mais carros do que estacionamentos.

image013São Paulo não é geograficamente linda, não tem mares azuis, areias brancas nem montanhas recortadas. Nossa surfista mais famosa é a Bruna, e nossos alpinistas, na maioria, são sociais. Mas, mesmo se levarmos o julgamento para o quesito das belezas naturais, São Paulo se dá mundialmente muito bem por uma razão tecnicamente comprovada.

Entre as maiores cidades do mundo, como Tóquio, Nova York e Cidade do México, em matéria de proximidade da beleza, São Paulo é, disparado, a melhor. Porque é a única que fica a apenas 45 minutos de vôo do Rio de Janeiro. O mais importante é que com essa distância nenhuma bala perdida pode alcançar São Paulo!

*** CLIQUE AQUI PARA VER O ALBUM DE FOTOS COMPLETO ***

:: Cidade grande…

26 abr

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

26 de abril de 2009

Depois do mapa que compara o tamanho de Montreal com o de São Paulo (clique aqui para vê-lo), continuei curioso para saber o tamanho dessas duas cidades em relação a outras referências.

Fiz uma outra pesquisa rápida! Com certeza ela não é 100% precisa, pois utilizei somente uma fonte de informação, a enciclopédia virtual Wikipedia, mas a tabela abaixo nos dá uma boa idéia de grandeza.

Escolhi 20 cidades aleatoriamente, sem nenhuma razão especial, apenas por curiosidade, e olhe só o resultado:

areas

:: Montréal em São Paulo

21 abr

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

21 de abril de 2009

A cidade de Montreal tem uma superfície de um pouco mais de 363km². A cidade de São Paulo tem seus 1523km². Logo, pode-se dizer que em São Paulo, caberiam 4,2 Montreais. Ou seja, Montreal tem cerca de 25% da superfície de São Paulo.

Para melhor ilustrar esta diferença e para matar a curiosidade de alguns brasileiros que vivem aqui em Montreal, eu fiz um trabalho de recorte e cole literalmente.

Se a área de Montreal fosse perfeitamente quadrada,  ou seja, 19km por 19km (que daria 361km²), ela seria do tamanho da seguinte região da cidade de São Paulo:

sao-paulo-vs-montreal

Interessante não?

Eu pensava que Montreal fosse ainda menor devido ao tempo de locomoção entre alguns pontos, mas na verdade, além de 1/4 do tamanho de São Paulo, Montreal é bem mais plana, tem menos habitantes, menos automóveis e um sistema de transporte bem estruturado.

É só imaginar quanto tempo uma pessoa que trabalha na Ponte do Piqueri (na parte de cima, à esquerda) levaria para chegar à sua residência na região do Parque do Estado (ao centro, na parte de baixo do mapa).

Imagina? Sair às 18h do Piqueri…

:: “O São Paulo é diferente”

18 mar

Por COSME RÍMOLI

http://blogdocosmerimoli.blog.uol.com.br/

17 de março de 2009

Marco Aurélio Cunha. Médico, superintendente do São Paulo. Vereador da cidade de São Paulo com 38.421 votos. Votos que recebeu pela coligação PR/PMDB/DEM. Impossível provar, mas parte considerável dos votos foram de são-paulinos. Nem ele tem como negar.

O próprio prefeito Gilberto Kassab colocou dinheiro na campanha de Marco Aurélio. Cerca de R$ 20 mil em uma campanha que custou cerca de R$ 200 mil. Sua função mais importante no São Paulo Futebol Clube é estancar crises. É ele quem enfrenta jornalistas, tenta desarmar notícias que vão prejudicar o time de Muricy Ramalho. Na maioria das vezes, consegue.

Algumas perguntas para Marco Aurélio.

Você se elegeu às custas do São Paulo? Virou mais um político graças ao futebol?

Bom você perguntar isso. Muita gente fala pelas costas. Na minha campanha não usei nada do São Paulo. Nada. Não procurei torcidas uniformizadas, como seria fácil. Ninguém tem o direito de pensar que usei o São Paulo. Quem se elegeu foi o cidadão Marco Aurélio Cunha. Minha campanha foi limpa. Desvinculei qualquer imagem do clube que amo. As pessoas votaram porque confiam em mim. Em mim. Vou trabalhar pela cidade de São Paulo e não pelo clube. Pela cidade. Sou um esportista, mas não represento o São Paulo na Câmara dos Vereadores.

O presidente Juvenal Juvêncio me disse que iria enquadrar o Dagoberto. Ele está insatisfeito com a reserva. Como é que está o caso?

Bom…O presidente sabe o que faz. Mas não há crise, problema chamado Dagoberto. É normal um jogador ficar irritado, fazer biquinho quando está na reserva. Só isso. O Dagoberto é um grande sujeito e vai dar a volta por cima. Não vejo a necessidade de que ele saia do São Paulo. Ele é um ótimo atacante. Todos sabemos disso. Nós saberemos administrar a questão. Que é menor, pequena. Isso não é crise. Pode ser para outros clube, não para nós. O São Paulo é diferente.

Para provar que o São Paulo é um clube igual aos outros e tem seus problemas, outra pergunta. Como é que vocês administram o fato de o vice presidente de futebol, Leco, detestar o trabalho do Muricy Ramalho? Várias vezes ele já pediu a saída do técnico. E Muricy sabe disso…

Bom… Primeiro eu quero falar que o Leco é uma pessoa adorável, só que é impulsiva. Fala o que lhe ocorre na hora. É emotivo. No ano passado não só ele, mas várias pessoas importantes do São Paulo ficaram chateadas com a desclassificação do São Paulo na Libertadores. Não foi só o Leco. Depois que tudo se acalmou ficou claro para todos o grande trabalho que o Muricy fez e faz no São Paulo. O Leco não é contra o Muricy, não. Não é. Ele só é um grande são-paulino que quer ganhar tudo. E não há nada de errado nisso.

O São Paulo deve sediar a abertura da Copa do Mundo. A força do clube vem de um estádio construído com dinheiro público?

Isso é um absurdo. As pessoas não cansam de repetir isso. Mas o Morumbi é um estádio particular. Muita gente fala que ele foi erguido com dinheiro cedido pelo governador Laudo Natel. Isso é uma grande bobagem. Dita por quem não conhece história. O Laudo Natel não era nem governador quando o estádio foi construído. O Morumbi é fruto de um esforço incrível de são-paulinos que fizeram até o primeiro carnê do futebol brasileiro para a sua construção. Isso é desculpa de quem não tem estádio. Ou tem um bem pequeno, ultrapassado, totalmente inviável para os dias de hoje. O São Paulo é cercado de muita inveja.

:: O poderoso Juvenal Juvêncio

17 mar

Por COSME RÍMOLI

http://blogdocosmerimoli.blog.uol.com.br/

10 de março de 2009

Juvenal Juvêncio. Presidente do São Paulo, um dos clubes com maior patrimônio na América Latina. Aos 73 anos, administra problemas de ‘grande magnitude’, como preparar o Morumbi para a abertura da Copa do Mundo de 2014, ou supresa, até fazer a final. E questões ‘pequenas, do dia-a-dia’, como o descontentamento de Dagoberto com a reserva.

Mostrou sua alegria com a punição ao presidente Marco Polo del Nero que ousou ‘tentar manchar a conquista do Brasileiro de 2008’. Um dos homens mais poderosos do futebol brasileiro falou hoje por uma hora com exclusividade ao blog.

Juvenal: o que significa para o São Paulo o Morumbi abrir a Copa do Mundo de 2014?

A consolidação da marca do São Paulo no mundo inteiro. Iremos mostrar a nossa força, a nossa capacidade de ter um estádio particular perfeito, para ser observado pelo planeta todo. Será um marco histórico, um fato cultural. Mostrará o poder de um clube bem administrado. Dará orgulho aos seus sócios, aos seus torcedores, a uma cidade, a um país. Chega a ser intangível o benefício que a Copa do Mundo trará para o São Paulo. Vamos mostra a pujança do nosso clube ao mundo. Mesmo que não for adepto do São Paulo, mas for brasileiro, terá orgulho do que faremos no Mundial.

Há muitas pessoas dizendo que o Morumbi terá de sofrer uma profunda reformulação. Que está muito antiquado para os tempos modernos… Pontos cegos…

(bastante irritado) Há muita ignorância por parte das pessoas, principalmente os jornalistas! Ninguém leu o caderno de encargos da Fifa! Para nós ele virou a nossa Bíblia. Sabemos cada item e já o discutimos com as autoridades da própria Fifa, do governo federal, estadual e municipal. O Morumbi está 85% adequado já para a Copa. Temos de fazer 15% de obras para que possa mandar uma partida do Mundial. Mas iremos fazer muito mais. Ontem mesmo tivemos uma reunião noturna no São Paulo muito importante em relação aos pontos cegos, por exemplo.

Presidente, os pontos cegos nasceram por causa da selvageria das torcidas?

Sim. Infelizmente é isso mesmo. Nós tentamos colocar primeiro grades separando os torcedores. Só que eles conseguiam se chutar, se cutucar, pelos vãos. Tivemos, então, de colocar placas sólidas de metais. Nos pareceu a única solução. Só que quem senta atrás dessas placas não enxerga mesmo parte do estádio. Resolvemos ontem mudar para vidros temperados, os mais fortes que conseguirmos achar. Porque alguns, à prova de bala, foram rompidos em um clássico (Corinthians e São Paulo). Infelizmente, temos de conviver com esse comportamento selvagem dos torcedores. Mas nos adequaremos. E também lhe digo que sei que o presidente Lula irá tornar a legislação mais dura para essas pessoas que se dizem torcedoras. Isso vai ajudar para quem possui estádios no Brasil. Ter um estádio de primeiro mundo como o nosso dá trabalho, mas é um privilégio tê-lo.

Não vamos perder o foco: o Morumbi abre a Copa e o Maracanã fará a final?

Olha, não está nada definido ainda. São muitos interesses, muita pressão, lobby político, envolve o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Vi anúncios em jornais falando da força do Pantanal para o Mundial. Que me desculpe o Pantanal, mas não dá para cogitar a hipótese de abrir um Mundial no Pantanal. Quanto ao Maracanã tenho a tristeza em lhe falar que a situação dele é muito complicada. Há um plano de privatização envolvendo Flamengo, Fluminense e CBF. Só que este processo de privatização é complicado. Não é simples. Já li que demorará todo o ano de 2009. E o miolo do Maracanã precisa ser demolido. E depois reconstruído. O tempo será curto. A Copa do Mundo não é brincadeira. Se a situação permanecer assim, vejo a possibilidade até de o Morumbi abrir e sediar a final da Copa do Mundo. É uma possibilidade real, concreta. Escreva o que estou falando.

Mas e Minas Gerais do governador Aécio? Ele já está em campanha para levar a abertura para lá…

Já há pressão de todo o lado. Só que há muita gente equivocada. Não é a Fifa daqui que vai decidir. Será a Fifa verdadeira, a Fifa de fora. E aí irão contar a rede hospitalar, aeroportos, infraestrutura viária. Nós temos Rodoanel. Metrô, hotéis. Quantos hotéis existem em Belo Horizonte para suportar um evento como a Copa do Mundo. Todo mundo tem o direito de brigar pelos seus interesses. Mas conhecendo a fundo os critérios que a Fifa usará para escolher os locais dos jogos, eu fico mais do que confiante. Não sou contra ninguém. Apenas sei o que o São Paulo e o Morumbi têm a oferecer. E para as pessoas não pensarem que estou falando por mim, falo por São Paulo estado, cidade. O governador Serra e o prefeito Kassab estão profundamente envolvidos no projeto Morumbi para a Copa de 2014.

A falta de estacionamento é o maior problema do Morumbi?

Isso é que pessoas leigas falam. É uma grande bobagem. Os estádios do Japão, da Alemanha não possuem gigantescos estacionamentos. O problema é grã fino brasileiro não gosta de andar de metrô. Mas vai andar se quiser ver jogos da Copa do Mundo no Morumbi. Se os ricos da Europa andam de metrô, os daqui vão aprender a comprar e colocar os bilhetes nas catracas. A Fifa exige uma estação de metro a 1.500 metros do estádio. Até 2012 estará terminada a estação São Paulo-Morumbi. Ela ficará a 1.160 metros do estádio. Tudo estará dentro da lei. Você falou em problema. Vou revelar um que ninguém sabe. Teremos e vamos construir um centro de imprensa para cinco mil jornalistas do mundo inteiro no Morumbi. E o que farei com esse espaço assim que a Copa acabar? Isso sim é problema. Estacionamento eu irei construir para dar mais conforto aos torcedores, mas o metrô resolverá o problema de transporte.

De onde virá o dinheiro para a reforma do Morumbi?

Já foi amplamente divulgado. Fora do nosso estádio será o governo federal. Dentro é problema nosso. E já temos vários parceiros para viabilizar a obra. Não usaremos dinheiro público, se é o que você quer saber. Nem um centavo.

O senhor está elitizando o Morumbi com camarotes luxuosos, biblioteca, bar temático. E os torcedores pobres que torcem para o São Paulo?

Eu sei que represento pessoas cuja grande e,talvez, única alegria é ver o São Paulo em campo. O Morumbi sempre terá setores para elas. Sempre. Mas eu não posso fechar os olhos para que o futebol e o mundo mudaram. As pessoas que podem querem e estão dispostas a pagar pelo conforto. Pense em um teatro. As pessoas pagam mais e sabem que terão o prazer de assistir ao espetáculo confortavelmente. Essa tendência é irreversível. Traz lucro ao clube e atende à uma reivindicação de uma camada que pode pagar por esse luxo. Até pode ser elitização. Mas jamais vamos fechar os olhos para os nossos torcedores sem poder aquisitivo. O São Paulo é de todos.

Por falar nisso, o clube está preparado para o Corinthians não jogar mais no Morumbi enquanto o Andres Sanches for presidente?

Nós temos as nossas fontes de renda. Temos os nossos shows. As nossas partidas. Não dependemos de nenhuma equipe de fora. O que posso dizer sobre o caso é que tudo que fica na base da semântica, da conversa, da emoção, precisa ser analisada com calma. Não acredito em uma briga definitiva com o Corinthians. Isso não é bom para ninguém. Vou lembrar uma questão muito mais profunda. Sabe quem são os parceiros que brigam pelas mesmas coisas no Clube dos 13? São Paulo, Flamengo e Corinthians. Estamos juntos. Eu sei disso, o Andres sabe. Enfim, acredito que há questões menores que perdem a importância diante das maiores. E digo mais: o Palmeiras vai se aproximar muito mais do São Paulo e do Corinthians por causa do novo presidente Belluzzo que é de outro nível. O antigo presidente Afonso Della Monica não se envolvia em questões fundamentais para os clubes paulistas. Essa briga entre nós e o Corinthians é uma situação pequena que será resolvida com bom senso.

Por falar em briga, o senhor está satisfeito com a punição ao presidente da FPF, Marco Polo del Nero?

Sim. Essa pessoa quis tirar o brilho da conquista do São Paulo. Levantou questionamentos sem fundamento na decisão do Campeonato Brasileiro. Tinha de ser punida exemplarmente. Foi sensacional porque mostrou a transparência e a força da justiça no Brasil. Foi o primeiro dirigente realmente com poder punido. Não foi uma vitória do São Paulo foi da justiça. Agora, eu soube que ele está indo todos os dias para o prédio da Federação Paulista de Futebol. Só que sua assinatura por noventa dias não vale nada. Ele não pode despachar. Ele vai e manda outras pessoas assinarem. Soube também que acompanhou a reunião entre dirigentes do Palmeiras e do Corinthians em relação ao clássico de Presidente Prudente. Achei normal. Como conselheiro do Palmeiras ele tinha de estar lá para saber o que aconteceria com o seu clube.

De uma forma direta: explique a diferença para o presidente do São Paulo a diferença entre Libertadores e Campeonato Paulista…

Vejo como qualquer torcedor de arquibancada do São Paulo: a Libertadores é a prioridade. Todos têm a minha ordem para colocá-la sempre em primeiro plano. Sempre. O São Paulo tem objetivos maiores, buscar o que o mundo apresenta como maior desafio. E nós já não ganhamos a Libertadores faz tempo. É simples: se de para ganhar o Paulista, a gente ganha. Mas conquista para um clube como o São Paulo é a Libertadores, o Mundial, o Brasileiro. Nós contabilizamos essas conquistas. E não escondemos isso de ninguém.

Por falar em problemas, como vai agir em relação ao Dagoberto que está insatisfeito com a reserva?

Sei do caso Dagoberto. Mas é um problema interno. Só lhe digo que no São Paulo não há espaço para jogadores insatisfeitos, descontentes. O Dagoberto vai voltar a ficar contente. O jogador quando vem para o São Paulo sabe que a instituição é mais importante do que o desejo pessoal de qualquer um. Vale para ele e para qualquer pessoa. O Muricy tem toda a minha confiança e sabe como agir. Ninguém tem o direito de se achar mais importante ou no direito de atrapalhar o grupo. Ninguém. O São Paulo é maior do que todos nós.

Qual o prazer de ser presidente do São Paulo?

Saber que comando uma das maiores instituições esportivas do mundo. Mas que cinco minutos depois que o jogo termina, o prazer vira preocupação. O meu clube é importante demais. E exige demais de quem for o seu presidente para mantê-lo assim. Eu quero e o clube exige o máximo, o melhor para o São Paulo. E isso não é fácil em um mundo em crise.

Você ainda será presidente do São Paulo quando acontecer o primeiro jogo da Copa de 2014? (Seu mandato termina em 2011.) E onde estará?

Bom…Só sei que serei mais um são paulino na arquibancada do Morumbi. E orgulhoso do estádio moderno, confortável que mostraremos ao mundo. O Morumbi será referência para o mundo. Se serei presidente ou não, não sei dizer… Ah..deixa isso para lá, Cosme…