Tag Archives: letra

:: Baby Its Cold Outside (Zooey Deschanel & Leon Redbone)

13 jan

Sim, ja passou o Natal, mas ainda da tempo para a saideira!

Ouvi essa musica no filme Elf, cantada pela atriz do filme , mas numa versao diferente.

A Zooey tem uma voz bonita e essa musica tem muitas outras versoes interessantes, vale a pena.
Nao da para ver pelo Blog, so no youtube mesmo: http://www.youtube.com/watch?v=Zi_0D0Jqlfc

I really can’t stay – Baby it’s cold outside
I’ve got to go away – Baby it’s cold outside
This evening has been – Been hoping that you’d drop in
So very nice – I’ll hold your hands, they’re just like ice
My mother will start to worry – Beautiful, what’s your hurry
My father will be pacing the floor – Listen to the fireplace roar
So really I’d better scurry – Beautiful, please don’t hurry
Well Maybe just a half a drink more – Put some music on while I pour

The neighbors might think – Baby, it’s bad out there
Say, what’s in this drink – No cabs to be had out there
I wish I knew how – Your eyes are like starlight now
To break this spell – I’ll take your hat, your hair looks swell
I ought to say no, no, no, sir – Mind if I move a little closer
At least I’m gonna say that I tried – What’s the sense in hurting my pride
I really can’t stay – Baby don’t hold out
Ahh, but it’s cold outside

C’mon baby

I simply must go – Baby, it’s cold outside
The answer is no – Ooh baby, it’s cold outside
This welcome has been – I’m lucky that you dropped in
So nice and warm — Look out the window at that storm
My sister will be suspicious – Man, your lips look so delicious
My brother will be there at the door – Waves upon a tropical shore
My maiden aunt’s mind is vicious – Gosh your lips look delicious
Well maybe just a half a drink more – Never such a blizzard before

I’ve got to go home – Oh, baby, you’ll freeze out there
Say, lend me your comb – It’s up to your knees out there
You’ve really been grand – Your eyes are like starlight now
But don’t you see – How can you do this thing to me
There’s bound to be talk tomorrow – Making my life long sorrow
At least there will be plenty implied – If you caught pneumonia and died
I really can’t stay – Get over that old out
Ahh, but it’s cold outside

*** “Baby, Its Cold Outside” is a pop song with words and music by Frank Loesser. Loesser wrote the duet in 1944 and premiered the song with his wife at their Navarro Hotel housewarming party.

Anúncios

:: Hey Hey, My My (Neil Young)

26 out

O que dizer destas duas frases?

Hey hey, my my, Rock and roll can never die
My my, hey hey, Rock and roll is here to stay

Nada a dizer, gênio é gênio!

Hey hey, my my
Rock and roll can never die
There’s more to the picture
Than meets the eye.
Hey hey, my my.

Out of the blue
and into the black
You pay for this,
but they give you that
And once you’re gone,
you can’t come back
When you’re out of the blue
and into the black.

The king is gone
but he’s not forgotten
Is this the story
of Johnny Rotten?
It’s better to burn out
‘cause rust never sleeps
The king is gone
but he’s not forgotten.

My my, hey hey
Rock and roll is here to stay

Hey hey, my my
Rock and roll can never die
There’s more to the picture
Than meets the eye.

:: Better People (Xavier Rudd)

9 ago

Escute essa música…

you people saving whales,
giving your thanks to our seas
my respect to the ones in the forest,
Standing up for our old trees

Them giving food to the hungry
giving hope to the needy
giving life to a baby
giving care for free
there is freedom around us
We have everything we need
I will care for you
because you care for me
we all have opinions
Some of them get through
But there’s better people
With more good to do.

what I have could be a message
or just some words from my heart
My respect to the ones making changes
For other lives they’ll give their own

well our world it keeps spinning
round and round it goes
Human nature keeps spreading it’s disease
And our children keep growing up with
what they know from what we teach
and what they see

And it’s only a question of the time we have
And the lives that our children will lead
they can only keep growing up with
what they know from what we teach
and what they see

:: Ketchy Shuby (Peter Tosh)

21 jul

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

21 de julho de 2010

Essa música ainda não foi decifrada! Já li por ai que se trata de um jogo de rua popular na Jamaica, similar ao criquet, mas tem bons argumentos contra essa versão.

Outras pessoas dizem que se trata de sexo, tirar a virgindade de uma menina, outras dizem que se trata de fumar maconha com os amigos, enfim, nada conclusivo.

Eu gosto dessa música por conta da melodia, já a escutava antes mesmo de saber falar uma palavra em inglês, então para mim não importa o significado, mas sim a música em si e as lembranças de um adolescente que dava a maior pala, mas achava que era malandro…

Escute aí:

Come make we play some ketchy shuby
And when me shuby, you feel ketchy
And when you ketchy, don’t make it drop
Cause if it drop, it will pop
And if it pop, no one can mend it
Cause if they mend it, you can easily bend it

So we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Tell me if you like it, ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight

It don’t take too long to learn
Just you do as I say
It may only take one hour or two
And by the next time you will know what to do

We a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Me and you a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight

Come make we play some ketchy shuby
And when me shuby, you feel ketchy
And when you ketchy, don’t make it drop
Cause if it drop, it will pop
And if it pop, no one can mend it
Cause if they mend it, you can easily bend it

So we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Your mama don’t like it, ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Your papa don’t like it, ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Long time I’m waiting, ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Get you right where your ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long we a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Me and you a go ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
Tell me if you like it, ketchy-ketchy, shuby-shuby tonight
All night long, all night long, shuby-shuby tonight
Shuby-shuby tonight…

:: Hino da Copa do Mundo 2010

17 jun

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

17 de junho de 2010

Só para registrar, porque essa música já está tocando em todos os lugares… de qualquer forma, a adaptaçao ficou muito boa e no youtube, esse foi o melhor vídeo, até agora, que eu encontrei. Nao é oficial, mas é uma boa montagem…

When I get older, I will be stronger
they’ll call me freedom, Just like a waving flag

Oooooooh, Oooooooh, Oooooooh,
Oooooooh, Oooooooh, Oooooooh,

Give me freedom, give me fire, give me reason, take me higher
See the champions, take the field now, you define us, make us feel proud
In the streets our heads are lifting, as we lose our inhibition
Celebration, its around us, every nation, all around us

Singing forever young, singing songs underneath the sun
Lets rejoice, in the beautiful game
And together at the end of the day

WE ALL SAY…

When I get older, I will be stronger
they’ll call me freedom, Just like a waving flag

And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back

When I get older, I will be stronger
They’ll call me freedom
Just like a waving flag

And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back
And then it goes back

Oooooooh, Oooooooh, Oooooooh,
Oooooooh, Oooooooh, Oooooooh,

And everybody will be singing it
And we all will be singing it

:: Society (Eddie Vedder)

8 jun

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

8 de junho de 2010

A vida está tâo louca, muito corrida etal que a gente nem pensa mais no que deveria… a pergunta é: que sociedade é essa? o que é esse mundo? o que está rolando? aonde vamos parar? ou quando vamos parar?

And you think you have to want more than you need…
until you have it all, you won’t be free

A insanidade tomou conta, e ela veio para ficar! Cuidado! Tranque a porta…

Oh it’s a mystery to me.
We have a greed, with which we have agreed…
and you think you have to want more than you need…
until you have it all, you won’t be free.

Society, you’re a crazy breed.
I hope you’re not lonely, without me.

When you want more than you have, you think you need…
and when you think more then you want, your thoughts begin to bleed.
I think I need to find a bigger place…
cause when you have more than you think, you need more space.

Society, you’re a crazy breed.
I hope you’re not lonely, without me.
Society, crazy indeed…
I hope you’re not lonely, without me.

There’s those thinkin’ more or less, less is more,
but if less is more, how you keepin’ score?
It means for every point you make, your level drops.
Kinda like you’re startin’ from the top…
and you can’t do that.

Society, you’re a crazy breed.
I hope you’re not lonely, without me.
Society, crazy indeed…
I hope you’re not lonely, without me
Society, have mercy on me.
I hope you’re not angry, if I disagree.
Society, crazy indeed.
I hope you’re not lonely…
without me.

:: Meu Amigo Pedro (Raul Seixas)

31 maio

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

31 de maio de 2010

Esse Pedro viu!?!? Todo mundo tem u pelo menos um Pedro por aí…

Mais uma bela obra do maluco beleza!

Muitas vezes, Pedro, você fala
Sempre a se queixar da solidão
Quem te fez com ferro, fez com fogo, Pedro
É pena que você não sabe não

Vai pro seu trabalho todo dia
Sem saber se é bom ou se é ruim
Quando quer chorar vai ao banheiro
Pedro as coisas não são bem assim

Toda vez que eu sinto o paraíso
Ou me queimo torto no inferno
Eu penso em você meu pobre amigo
Que só usa sempre o mesmo terno

Pedro, onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou

Tente me ensinar das tuas coisas
Que a vida é séria, e a guerra é dura
Mas se não puder, cale essa boca, Pedro
E deixa eu viver minha loucura

Lembro, Pedro, aqueles velhos dias
Quando os dois pensavam sobre o mundo
Hoje eu te chamo de careta, Pedro
E você me chama vagabundo

Pedro, onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou

Todos os caminhos são iguais
O que leva à glória ou à perdição
Há tantos caminhos tantas portas
Mas somente um tem coração

E eu não tenho nada a te dizer
Mas não me critique como eu sou
Cada um de nós é um universo, Pedro
Onde você vai eu também vou

Pedro, onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou

É que tudo acaba onde começou
Meu amigo Pedro

:: Half The World (Rush)

26 abr

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

26 de abril de 2010

Olha o Rush por aqui novamente.

Escutei essa música na sexta-feira e fiquei com ela na cabeça até agora. Um, porque eu acho a música muito boa. Dois, porque a letra é demais, bem atual.

Half the world hates
What half the world does every day

Half the world waits
While half gets on with it anyway

Half the world lives
Half the world makes
Half the world gives
While the other half takes

Half the world is
Half the world was
Half the world thinks
While the other half does

Half the world talks
With half a mind on what they say
Half the world walks
With half a mind to run away

Half the world lies
Half the world learns
Half the world flies
As half the world turns

Half the world cries
Half the world laughs
Half the world tries
To be the other half

Half of us divided
Like a torn-up photograph
Half of us are trying
To reach the other half

Half the world cares
While half the world is wasting the day
Half the world shares
While half the world is stealing away

:: Um velho calçao de banho, um dia prá vadiar…

21 jan

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

21 de janeiro 2010

Aproveitando o embalo musical, coloco aqui a minha musica preferida do Toquinho e Vinicius, Tarde em Itapuã. Me lembra muito de Ubatuba e a nossa casinha de veraneio da familia.

Na veradade pode ser uma tarde em qualquer lugar, nao necessariamente em Itapuã, mas o meu ponto é : curtir a vida é simples, veja essas partes da letra:

“Um velho calção de banho, um dia prá vadiar, o mar que não tem tamanho e um arco-íris no ar…”

Olha essa entao:

“Depois, na Praça Caymmi, sentir preguiça no corpo e numa esteira de vime, beber uma água de côco… É bom!”

Excelente letra de Vinicius, musicada pelo Toquinho e cantada pelos dois e Clara Nunes nesta versao:

Para saber mais sobre a história dessa musica,
consulte o site oficial do Toquinho:
http://www.toquinho.com.br/epocas.php?cod_menu=10&sub=23

Um velho calção de banho
Um dia prá vadiar
O mar que não tem tamanho
E um arco-íris no ar…

Depois, na Praça Caymmi
Sentir preguiça no corpo
E numa esteira de vime
Beber uma água de côco
É bom!…

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã…(2x)

Enquanto o mar inaugura
Um verde novinho em folha
Argumentar com doçura
Com uma cachaça de rolha…

E com olhar esquecido
No encontro de céu e mar
Bem devagar ir sentindo
A terra toda rodar
É bom!…

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã…(2x)

Depois sentir o arrepio
Do vento que a noite traz
E o diz-que-diz-que macio
Que brota dos coqueirais…

E nos espaços serenos
Sem ontem nem amanhã
Dormir nos braços morenos
Da lua de Itapuã
É bom!…

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã…(2x)

:: Samba da Benção (Vinicius de Moraes / Baden Powell)

21 jan

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

21 de janeiro 2010

Uma verdadeira homenagem ao samba e aos sambistas… esse tipo de música me faz lembrar da minha infância, estranho né? Mas meus pais e meus tios costumavam ouvir muito Vinicius, Toquinho e Chico…

Eu e minha irma ali, de embalo, sem saber do que se tratava, mas acho sim, que se forma o gosto musical de uma pessoa desde os primeiros anos de vida.

Saudades… da infância, das músicas, das viagens e deles todos, é claro!

Cantado

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não

Falado

Senão é como amar uma mulher só linda
E daí? Uma mulher tem que ter
Qualquer coisa além de beleza
Qualquer coisa de triste
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade
Um molejo de amor machucado
Uma beleza que vem da tristeza
De se saber mulher
Feita apenas para amar
Para sofrer pelo seu amor
E pra ser só perdão

Cantado

Fazer samba não é contar piada
E quem faz samba assim não é de nada
O bom samba é uma forma de oração

Porque o samba é a tristeza que balança
E a tristeza tem sempre uma esperança
A tristeza tem sempre uma esperança
De um dia não ser mais triste não

Falado

Feito essa gente que anda por aí
Brincando com a vida
Cuidado, companheiro!
A vida é pra valer
E não se engane não, tem uma só
Duas mesmo que é bom
Ninguém vai me dizer que tem
Sem provar muito bem provado
Com certidão passada em cartório do céu
E assinado embaixo: Deus
E com firma reconhecida!
A vida não é brincadeira, amigo
A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida
Há sempre uma mulher à sua espera
Com os olhos cheios de carinho
E as mãos cheias de perdão
Ponha um pouco de amor na sua vida
Como no seu samba

Cantado

Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

Falado

Eu, por exemplo, o capitão do mato
Vinicius de Moraes
Poeta e diplomata
O branco mais preto do Brasil
Na linha direta de Xangô, saravá!
A bênção, Senhora
A maior ialorixá da Bahia
Terra de Caymmi e João Gilberto
A bênção, Pixinguinha
Tu que choraste na flauta
Todas as minhas mágoas de amor
A bênção, Sinhô, a benção, Cartola
A bênção, Ismael Silva
Sua bênção, Heitor dos Prazeres
A bênção, Nelson Cavaquinho
A bênção, Geraldo Pereira
A bênção, meu bom Cyro Monteiro
Você, sobrinho de Nonô
A bênção, Noel, sua bênção, Ary
A bênção, todos os grandes
Sambistas do Brasil
Branco, preto, mulato
Lindo como a pele macia de Oxum
A bênção, maestro Antonio Carlos Jobim
Parceiro e amigo querido
Que já viajaste tantas canções comigo
E ainda há tantas por viajar
A bênção, Carlinhos Lyra
Parceiro cem por cento
Você que une a ação ao sentimento
E ao pensamento
A bênção, a bênção, Baden Powell
Amigo novo, parceiro novo
Que fizeste este samba comigo
A bênção, amigo
A bênção, maestro Moacir Santos
Não és um só, és tantos como
O meu Brasil de todos os santos
Inclusive meu São Sebastião
Saravá! A bênção, que eu vou partir
Eu vou ter que dizer adeus

Cantado

Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração