:: E se Pelé não tivesse existido?

5 maio

Texto enviado pelos irmãos Lino e Cláudio Porto ao Blog do Torero

Se Pelé não tivesse existido…

* Em 1958 o Brasil conquistaria a sua primeira Copa do Mundo graças a Garrincha e a um jovem craque de apenas 19 anos chamado Mazzola, que depois brilharia no Palmeiras como um dos maiores jogadores do futebol paulista de todos os tempos. Ele Iria contundir-se durante a copa de 62 e seria normalmente substituído por Amarildo.

* Garrincha seria caçado nos gramados ingleses em 1966. Ao final desta copa (ele se recusaria a jogar a de 1970) daria início a uma série de despedidas dos gramados. Primeiro pela seleção, quando o povo gritou “fica! fica!”. Depois no Botafogo, quando se ajoelhou no meio de campo. Outra no New York Cosmos, seu último clube, além de alguns jogos beneficentes, para depois tornar-se, sem sucesso, comentarista de TV em copas, garoto propaganda de vitamina, ministro e distribuidor de autógrafos pelo planeta afora. Mané seria o brasileiro mais conhecido no mundo e motivo de orgulho para todos nós, mas muitos não iriam gostar dele pelo fato de não ter reconhecido uma de suas incontáveis filhas.

* Em 1970, apesar das dificuldades, o Brasil seria tri no México com um ataque até hoje inesquecível: Clodoaldo, Gérson, Rivelino, Jairzinho, Tostão e Paulo César Caju, que seria o destaque da copa apesar de perder gols incríveis contra Tchecoslováquia, Inglaterra e Uruguai, o que lhe marcaria negativamente a carreira, acusado que seria de “preciosismo”.

* Maradona seria eleito pela FIFA, em duvidosa “eleição” pela Internet, o maior jogador da história. Os holandeses diriam que foi Cruyjff. Os alemães coroariam Beckenbauer. Os italianos acreditariam piamente em Meazza. Cada país elegeria o seu maior jogador do mundo de todos os tempos pela Internet. Nenhum deles, porém, seria comparado ao nosso “Imperador Garrincha”, com 2 títulos em 3 copas.

* Mohammed Ali e Michael Jordan dividiriam o título de “atleta do século”. Boxe e Basquete seriam tão populares no mundo, e também no Brasil, quanto o futebol.

* Entre 1955 e 1973 o Santos conquistaria incríveis 7 títulos paulista, o que mais tarde seria identificado como “a era Pepe”. O ataque daquele esquadrão quase imbatível é recitado por todos os santistas até hoje: Zito, Mengálvio, Dorval, Coutinho, Almir e Pepe. Além dos estaduais, o alvinegro praiano conseguiria um inédito vice da Libertadores em 1963, quando foi roubado na final contra o Boca Juniors. Seria a segunda melhor fase da história do clube, superada apenas pelo timaço de 2002-2004.

* Nos anos 60, o incrível time do Botafogo, bi campeão mundial e tri da Taça Brasil, teve que encerrar abruptamente uma excursão pela África por causa de uma guerra civil em Burkina Faso.

* Pepe se tornaria o maior artilheiro da história santista. Seu gol de número 500 seria marcado de pênalti, no Maracanã, contra o Vasco da Gama, e a vítima seria o já esquecido goleiro Andrada. Não restaria nenhum registro cinematográfico deste feito.

* Em polêmica entrevista nos anos 70, Coutinho afirmaria que paulista não sabe votar e que se Almir soubesse tabelar melhor, aquele Santos teria ido bem mais longe.

* Em 2005 seria lançado o filme “Romário Eterno”, sobre os feitos do baixinho, maior artilheiro do planeta, com inalcançáveis 876 gols. “Pra que mais, ô peixe?!” e “Zagallo calado é poeta” seriam algumas de suas declarações polêmicas. A frase “Vamos cuidar das criancinhas com síndrome de Down”, dita após o celebrado gol de número 500, seria rotulada como demagogia.

* Robinho e Neymar, pela incrível habilidade com a bola, seriam comparados ao genial ponta-esquerda Edu, que brilhou no razoável time do Santos nos anos 70.

* Campeão brasileiro em 1995, o goleiro Edinho agradeceria sua habilidade com as mãos ao seu pai, Édson Nascimento, obscuro jogador do Bauru na década de 50, que, ainda garoto, teria sido reprovado num teste para entrar no Santos…

Uma resposta to “:: E se Pelé não tivesse existido?”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention :: E se Pelé não tivesse existido? « THINKING IN PROGRESS… -- Topsy.com - maio 6, 2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Rodrigo Vidal Ferraz. Rodrigo Vidal Ferraz said: E se Pelé não tivesse existido? @ https://rodrigovf.wordpress.com/2010/05/05/e-se-pele-nao-tivesse-existido/ […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s