:: Arte + Esporte: Maurice Richard

23 jun

Por RODRIGO VIDAL FERRAZ

https://rodrigovf.wordpress.com

23 de junho de 2009

Existem pessoas que nascem com algum dom, pessoas iluminadas, geniais. E existe o resto! O resto está lá para aplaudir os gênios, para notar  a diferença e provar porque o gênio é gênio.

Maurice Richard é um caso raro, eu diria que é o Pelé do hockey. Já os canadenses diriam que o Pelé é o Maurice Richard do futebol, só para você ter uma idéia do que esse cara representa por aqui.

As histórias são bem diferentes, os esportes também, mas a genialidade é a mesma. Tudo bem que para um brasileiro que nao conhece nada de hockey, fica dificil perceber a genialidade de Richard, The Rocket, como ficou conhecido. Mas nao se tem dúvidas de que ele foi o maior, pelos recordes que mantém até hoje e pela impressionante coleçao de títulos da NHL.

Como Pelé, Federer, Jordan, Senna e outros, essé um típico caso onde arte e esporte estao intimamente ligados.

Richard teve importante participaçao no processo de aceitacao do canadense francofônico pela liga de hockey e pela comunidade norte americana em geral.

Até entao, os french-canadians eram vistos como a escória da sociedade norte americana, menos escolarizados, menos influentes e com menor poder aquisitivo, eram praticamente excluídos das decisoes economicas e políticas. No esporte eram vitimas de preconceito de técnicos, dirigentes e da imprensa.

Várias vezes foram realizados tributos em arenas de hockey pelo Canadá e EUA. Mas teve uma que foi histórica! Foram quase 10 minutos… aplausos, choro, adoraçao… emocionante. Nao consegui achar um vídeo muito bom, mas esse aqui consegue mostrar um pouco do que foi esse momento:

Fizeram um filme sobre a história desse jogador brilhante, que mostrou nao somente seus gols e momentos marcantes dentro das arenas, mas relatou fielmente um pouco da sua vida pessoal e a forma que ele encarava o mundo.

Ele enfrentou todo mundo, fez-se respeitar e se tornou um símbolo, um orgulho para os french-canadians. A liga mudou algumas regras para proteger TODOS os jogadores, treinadores passaram a falar francês (aqui em Montreal obrigatóriamente) e o mundo ficou sabendo que rolava umas “sacanagens” nos bastidores.

Foi boicotado também, apanhou muito por ser talentoso, mas deu duro, vestiu a camisa e suou sangue. Um herói de verdade.

Veja o trailer do filme (em inglês):

A próxima cena (em francês) é real!!! Ele havia pedido um dia de folga para fazer a sua mudança, mas o técnico ligou e pediu para que ele comparecesse. Como ele não fugia do pau, mesmo contundido (ombro) e cansado de um dia de mudanças, foi para o jogo e marcou 5 gols e deu 3 assistências! Um animal…

Nessa cena, o técnico, que só falava inglês, parabeniza a equipe e fala umas palavraas em francês. Isso, na época, valia mais que um chéque de 100 mil dolares…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s